sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Modelo obesa sonha em alcançar 450 kg e para não sair mais da cama

O sonho da modelo norte-americana Monica Riley, de 27 anos, é alcançar os 450 kg para que, assim, não consiga se levantar da cama nem para ir ao banheiro. Hoje, com o peso de 317 kg, a jovem segue uma dieta de 8 mil calorias no intuito de chegar ao seu objetivo.

Monica é uma das estrelas de um site para pessoas com fetiche em ver mulheres se alimentando e, com a ajuda de seu namorado, Sid Riley, pretende ser a mulher mais gorda do mundo, segundo informações do “Daily Mail”.

Sua alimentação fica a cargo de Sid que inclui, além de inúmeros alimentos calóricos, um milk-shake de 3,5 mil calorias – um adulto normal deve se alimentar de 2 mil calorias diárias – que é tomado por ela com a ajuda de um funil que, segundo o casal, é um dos momentos mais eróticos da relação.

Além de vídeos, a dupla faz fotos de Monica. Seu Instagram já conta com mais de 15 mil seguidores.

Se atingir seu objetivo e não conseguir mais se mexer, a modelo terá que ter uma cama especial e será limpa por Sid. Apesar das críticas, ela admite que se sentirá uma “rainha” não tendo que sair do móvel para nada.

Fonte: Repórter Diário.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Americana larga o emprego para amamentar o namorado

A norte-americana Jennifer Mulford, de 36 anos, abandonou o emprego para permanecer em casa amamentando seu… namorado também de 36 anos! O fisiculturista Brad Leeson e ela têm um relacionamento não muito comum, com base na amamentação.


Sim, você não leu errado: todos os dias Jennifer dá de mamar para Brad. “Quando li sobre o laço que a amamentação poderia criar entre duas pessoas, senti inveja”, conta ela em entrevista ao The Sun. “Eu sempre gostei muito que meus seios fossem tocados durante o sexo, então sabia que iria gostar disso”.

Como ela não engravidou recentemente, Jennifer tem que induzir a lactação. A cada duas horas, ela usa uma bomba para estimular a produção de leite, até que o namorado suga os seus seios. A “refeição” acontece tanto no período da manhã quando da noite.

“As noites têm sido uma luta, porque Brad dorme tão tranquilamente, mas conseguimos lidar com as dificuldades e ele adormece como um bebê, ‘grudado’ em mim, o que é bonito”, acrescentou.

A mulher admitiu que toma uma bebida feita de plantas própria para gestantes que aumenta a produção de leite e também estimula os hormônios.

Toda essa história começou quando Jennifer descobriu que o rapaz sentia atração por mulheres de seios grandes na maternidade.

“No momento em que eu soube que ele era o meu companheiro para a vida toda, nós quisemos a mesma coisa para o relacionamento: um laço mágico que apenas a amamentação poderia alcançar”, encerrou.

Brad, que é fisiculturista, crê que o leite da namorada é também um suplemento alimentar para o seu condicionamento físico. Agora, o casal que vive em Atlanta quer promover o movimento chamado de “Adult Breastfeeding Relationship” (relação adulta baseada na amamentação, em tradução livre).

Fonte: Rádio Educadora.

domingo, 5 de junho de 2016

Mulher tem 50 orgasmos por dia

Em um dia inteiro, Amanda Gryce garante que pode chegar a ter até 50 orgasmos. No entanto, por mais difícil que pareça, esta é uma rara condição médica que trouxe a ela isolamento, ansiedade e problemas para se relacionar.


Essa jovem de 25 anos sofre de algo chamado transtorno da excitação genital persistente (a sigla em inglês é PGAD). É uma alteração de saúde que provoca um estado permanente de excitação sexual sem um gatilho sexual prévio.

O resultado é uma severa dor pélvica e a sensação incontrolável de orgasmos nos horários e lugares menos apropriados, como em um funeral, no trabalho, na academia, em família ou em público.

Esta mulher sofre de transtorno da excitação genital persistente.
“Basicamente, essa condição significa que a área genital encontra-se em um estado de excitação constante. É um problema com o qual lido desde os seis anos de idade”, disse Amanda ao Bancroft TV.

Não devemos confundir o PGAD com a questão de orgasmos múltiplos. Na verdade, como parte de seu tratamento com um especialista em dor pélvica crônica, Amanda não pode fazer sexo. Ela também recebe aconselhamento e realiza fisioterapia, a fim de aprender técnicas para controlar os músculos do seu corpo.

Apesar do isolamento, Amanda foi capaz de encontrar o amor. Em um site de namoro, ela conheceu um rapaz de 24 anos de idade chamado Stewart Triplett. Desde então, ele tem sido seu companheiro de todas as horas. “Foi difícil lidar com o fato de não pode fazer sexo, mas depois percebi que isso é importante para a saúde dela e, por isso, consigo me abster”, disse o homem ao canal acima mencionado.

Aqui está um vídeo da jovem, divulgado em 2013:

 

O transtorno da excitação genital persistente é um problema que afeta mais pessoas do que se imagina. Até 2013, havia cerca de 500 casos documentados, com maior incidência em mulheres do que em homens. Embora as causas específicas sejam desconhecidas, os principais suspeitos são fatores neurológicos, vasculares, hormonais ou efeitos colaterais de medicamentos, de acordo com uma nota publicada pela BBC Mundo.

Em 2014, foi relatado na mídia o caso de Dale Decker, uma americana de 37 anos que jurava ter cerca de 100 orgasmos por dia. “Não há nada de prazeroso nisso, pois, apesar de se sentir fisicamente bem, você fica completamente à mercê do que está acontecendo. Tem vezes que desejo não ter orgasmos nunca mais”, disse ela em declarações ao site mencionado.

Reportagem de Abraham Monterrosas Vigueras.

Fonte: Yahoo!

sábado, 4 de junho de 2016

Casal adotou um urso há 23 anos e eles ainda vivem juntos

Conheça Stepan, um urso domesticado que vive com seus seres humanos Svetlana e Yuriy Panteleenko em Moscou, Rússia. Os Panteleenkos adotaram Stepan quando ele era filhote órfão de apenas 3 meses de idade. Ele foi encontrado por caçadores em uma floresta sozinho e em uma condição muito ruim, então Svetlana e Yuriy decidiram dar-lhe uma casa.

23 anos depois, Stepan está crescido e é um urso amoroso que ajuda a regar as plantas e adora assistir TV com seus pais adotivos.

"Ele adora pessoas e é um urso muito sociável - apesar do que as pessoas possam pensar, ele não é agressivo em tudo", disse a Sra Panteleenko. "Nós nunca fomos mordidos por Stepan."

Stepan come 25 kg de peixes, vegetais e ovos todos os dias, mas está em forma graças ao seu amor pelo futebol. Ele também se mantém ocupado com a atuação em filmes e posando para sessões de fotos.

Confira as fotos:


Fonte: http://medvedstepan.ru/.

sábado, 19 de março de 2016

Gêmeas idênticas querem engravidar do mesmo homem


As gêmeas idênticas Anna e Lucy DeCinque dividem a mesma cama, o mesmo telefone celular, o mesmo estilo de cabelo, a mesma dieta e... o mesmo namorado!

Em entrevista ao programa "The Insight", em TV da Austrália, as mulheres de 30 anos voltaram a surpreender ao afirmar que planejam ficar grávidas juntas. Do mesmo homem.

A justificativa:

"Se eu ficar grávida, Lucy terá que ficar grávida em seguida. Porque nossos corpos precisam ser o mesmo corpo", disse Anna.

O namorado de quem Anna e Lucy pretendem engravidar se chama Ben Byrne, é mecânico e também gêmeo, mas não idêntico.


Anna e Lucy dizem que ainda não é o momento para engravidar, mas que, quando ele chegar, será para as duas.

"Teria que ser exatamente da mesma forma, mesmo que tenhamos que fazer fertilização juntas", comentou Anna.

As gêmeas ganharam fama após serem eleitas "as mais idênticas do mundo" por uma TV do Japão, que usou tecnologia avançada de reconhecimento de rostos para chegar ao resultado.

De acordo com o "Mirror", as duas já gastaram mais de R$ 600 mil em procedimentos estéticos para ficar ainda mais parecidas.


Fonte: O Globo.
Aumentar visualizações blog